• Pr. Manolo Damasio

01 - Você está construindo ou destruindo sua Saúde?

“Amado, acima de tudo faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.” 3 João 2.

Em nosso país, não se ensina a cuidar do corpo na escola, exceto algumas providências elementares de higiene. Esse é o primeiro desastre, porque irá comprometer a sua qualidade vida e afetará em muitos anos a sua longevidade. Como conseqüência, passa-se toda a infância, adolescência, juventude e chega-se à idade adulta sem relacionar os hábitos alimentares com a saúde. Mesmo os médicos, em sua maioria, dizem ao paciente que “basta usar corretamente o medicamento”, e “pode comer de tudo”. Há algumas poucas exceções, como o “açúcar para os diabéticos” e o “sal para os hipertensos”, mas afora algumas menções vagas sobre caminhar e evitar as gorduras, a ênfase é no remédio, freqüentemente imposto ao paciente “pelo resto da vida”.

Existem três pressupostos falsos em relação ao binômio SAÚDE – DOENÇA, que se têm tornado as causas de tanta inconseqüência em relação aos cuidados com o próprio corpo.

1. A doença é um acaso. 2. Nada posso fazer para evitar a doença. 3. Se ficar doente, basta achar um bom médico, tomar o remédio certo e serei curado.

Esses pressupostos, que têm ares de verdades estabelecidas para tantos, são completamente falsos, e assim será demonstrado. O pior de tudo é que, ao descobrir o erro, o indivíduo não está diante de um equívoco sem conseqüências. Poderá estar diante de uma doença grave ou até mesmo fatal. Vamos considerar esses três pressupostos:

1. A doença é um acaso

Hipócrates, o pai da medicina, 500 anos antes de Cristo já dizia:

“Seja o teu alimento o teu remédio.”

Ellen G. White assinalou, há mais de um século:

“A doença nunca vem sem causa. A doença é um esforço da natureza para libertar o organismo de condições resultantes da violação das LEIS DE SAÚDE.” – CBV, pág.127.

Há um fator determinante para a construção do corpo humano: o alimento. Em média, três vezes ao dia, o organismo recebe modificações através do alimento ingerido.

Bom alimento: Bom sangue, força e vitalidade, nutrição para as células, desenvolvimento de vida saudável.

Alimento deficiente: Ausência de nutrientes, sangue pobre, células depauperadas, toxinas envenenando os órgãos, doença.

Entende-se por alimento deficiente não só o das populações carentes nas regiões pobres do país, mas também o alimento refinado: pão branco, biscoitos e massas refinadas, bem como o arroz polido (branco). Todos esses alimentos perdem até 80% de suas propriedades nutritivas e fibras com os processos de industrialização.

A sessão SAÚDE NUTRICIONAL vai abordar mais amplamente o tema que já está estabelecido desde este primeiro momento:

Você é o que você come

O exercício físico também tem sua parte. O movimento ao ar livre possibilita a circulação sanguínea a todas as áreas do corpo, levando oxigênio e alimento para cada célula. O sedentarismo, tão comum principalmente entre os habitantes das grandes cidades, aliado à má alimentação, permite que os vasos sanguíneos sejam ocupados por gorduras e outros produtos tóxicos que se acumulam nas células e órgãos, destruindo-os progressivamente.

Longe de ser um acaso, a doença é construída ou preparada pelo próprio indivíduo, por seus hábitos nocivos de vida.

Pare! Medite e ore A má alimentação e o sedentarismo estão presentes em sua vida? Não? Agradeça a Deus, fale para Ele como você se sente e diga que deseja melhorar a cada dia. Sim? Você está satisfeito com essa situação? Fale para o Espírito Santo que seu corpo é sagrado, que você tem fracassado, mas que deseja mudar. Abra seu coração, diga tudo o que está sentindo.

Que tal iniciar a mudança hoje? Você gostaria de pedir ao Espírito Santo para ajudá-lo a mudar? Quais são as três coisas que gostaria de mudar? Escreva no espelho so seu banheiro, na contra-capa da sua Bíblia ou num pedaço de papel:


  1. __________________________

  2. __________________________

  3. __________________________




2. Nada posso fazer para evitar a doença

Pode-se ver que a própria desmistificação da primeira premissa já começou a patentear a falsidade do que parecia total isenção de responsabilidade pessoal.

A universidade de Stanford (EUA) realizou um estudo sobre quais seriam os fatores determinantes para a saúde e chegou a um resultado surpreendente:

  • 10% — Assistência médica

  • 17% — Herança genética

  • 20% — Meio ambiente

  • 53% — Hábitos de vida


Esta é a boa notícia para quem deseja realmente construir e manter um organismo pleno de saúde: Em 83% dos casos, excetuando-se apenas a genética, as possibilidades estão em suas mãos.

Mesmo o ambiente pode ser atenuado a seu favor por uma decisão programada, sem sobressaltos ou mudanças irrefletidas, que podem se tornar desastrosas. Por exemplo, adaptando sua vida e a de sua família às condições saudáveis das pequenas cidades ou das propriedades rurais, empreendendo agronegócios.

O Espírito de Profecia, no livro Vida no Campo, pág, 21, explica:


“Se os pobres, agora aglomerados nas cidades, encontrassem habitações no campo, poderiam não somente ganhar a subsistência, mas encontrar a saúde e a felicidade que hoje desconhecem. Trabalho árduo, comida simples, estrita economia, muitas vezes durezas e privações, eis o que seria sua sorte. Mas que bênção lhes seria deixar a cidade com suas excitações para o mal, sua agitação e crime, sua miséria e torpeza, para a quietude, a paz e pureza do campo. A presença de Deus lhes seria mais real, muitos aprenderiam a lição de confiança nEle.”

A má notícia é que, se os hábitos forem ruins, haverá 100% de possibilidade de desenvolver doenças, pois o meio ambiente é mais prejudicial do que saudável nos dias atuais, a genética não resiste a uma vida de agressão por intemperança e a medicina atual não apresenta a cura para as doenças.


3. Se ficar doente, basta achar um bom médico que me dê o remédio certo e serei curado

Embora existam muitos bons médicos que se tornam conhecidos pelos resultados do seu trabalho competente, se você sofrer um infarto fulminante ou um derrame fatal poderá nunca chegar até eles. Já pensou nisso? Pois saiba que isto acontece todo o dia e com muito maior freqüência do que imagina. E se sua doença for parkinson, alzheimer, chagas ou ainda um câncer? O melhor dos médicos pouco poderá fazer por você.

Finalmente, se você tiver tempo hábil para procurar e encontrar um bom médico, vai esbarrar no grande problema da atualidade: os remédios não curam, apenas fazem desaparecer os sintomas incômodos, como dores, excesso de açúcar no sangue (diabetes), pressão arterial elevada e focos de infecções. Após passar o efeito analgésico, as dores voltarão (enxa- queca), o açúcar retirado do sangue pela insulina é empurrado para dentro das células, destruindo-as ao longo do tempo (cegueira, diabetes), a pressão continuará se elevando e exigindo doses maiores de medicamentos, podendo acarretar um derrame (AVC) e as infecções reaparecerão se não houver mudanças nos hábitos de vida.

Atenção: você não deve parar de usar medicamentos. Se você está doente, siga as orientações médicas. No entanto, é fundamental compreender que é muito melhor não ter doença alguma. Por isso estamos fazendo essa jornada, para gerar uma conscientização sobre a sua responsabilidade no cuidado com o TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO, que é o seu corpo, e evitar as doenças.

Lembre-se de que para ter saúde e bem estar hoje, a ordem de Deus para você é:

Consagrai-vos a Deus pela manhã; fazei disso vossa primeira tarefa. Seja a vossa oração: “Toma-me, Senhor, para ser Teu, inteiramente. Aos Teus pés deponho todos os meus projetos. Usa-me hoje, em Teu serviço, permanece comigo, e permite que toda a minha obra se faça em Ti.” Essa é uma questão diária. Cada manhã, consagrai-vos a Deus para esse dia. Submetei-Lhe todos os vossos planos, para que se executem ou deixem de se executar, conforme o indique a Sua providência. Dia a dia podereis entregar às mãos de Deus a vossa vida, e assim ela se moldará mais e mais, segundo a vida de Cristo. – Caminho a Cristo, pág. 70.

OBS.: Hoje é o primeiro dia da Jornada. Então, dê “adeus” a seus velhos hábitos e vamos começar uma nova experiência. Nos próximos 41 dias, você vai iniciar uma nova etapa em sua vida e precisa ser firme para tentar provocar essa mudança. Para começar a vencer o sedentarismo e ter mais saúde física e espiritual pelo poder do Espírito Santo, vamos ao primeiro desafio:


 

Faça uma caminhada de pelo menos 30 minutos diários durante o período desta Jornada. Use roupa e calçados apropriados.

 

Qual é o seu maior problema hoje? Vá agora à Fonte Ilimitada do Poder.



A diferença é a oração

“A oração é a resposta para cada problema da vida. Ela nos põe em sintonia com a sabedoria divina, a qual sabe como ajustar cada coisa perfeitamente. Às vezes, deixamos de orar em certas circunstâncias porque, a nosso ver, a situação é sem esperança. Mas nada é impossível com Deus. Nada é tão emaranhado que não possa ser remediado, nenhuma relação humana é tão tensa que Deus não possa trazê-la à reconciliação e à compreensão; nenhum hábito é tão profundamente enraizado que não possa ser vencido; ninguém é tão fraco que Ele não possa tornar forte. Ninguém é tão doente que Ele não possa curar. Nenhuma mente é tão obscura que Ele não possa tornar brilhante. Se alguma coisa nos causa preocupação ou ansiedade, paremos de propagá-la e confiemos em Deus por restauração, amor e poder.” Review and Herald, 7 de outubro de 1865.



Fonte: 2 Seminário de Enriquecimento Espiritual, DSA 2017.

1 comment

Recent Posts

See All