• Pr. Manolo Damasio

41 - Encontrando o poder para mudar

Depois desta jornada de 40 dias com saúde, o maior perigo é voltar atrás em todas as decisões e mudanças em nosso estilo da vida. Por isso iremos estudar neste último tema sobre como encontrar o poder para mudar.

Você não gosta de exercício? Acha difícil se levantar de manhã? Você gostaria de comer de maneira mais saudável, ou perder aqueles quilos extras?

A maioria de nós deseja ser diferente – viver de forma mais saudável e disciplinada.


Ainda assim, a maioria dos nossos esforços de mudança freqüentemente são inúteis. Muitas das pessoas zombam sobre como as resoluções de Ano Novo não duram mais que alguns dias ou semanas. Outro faz o voto de nunca comer outra caixa de chocolates de novo. Outro ainda promete gastar menos tempo no escritório e mais tempo com a família.

Você já está cansado de seus maus hábitos, promessas quebradas, e infelicidade? Os hábitos nos amarram – e nosso estilo de vida pessoal freqüentemente é pouco mais que a soma total de todos nossos hábitos.


Como os hábitos se formam

Nosso cérebro é como um processador central de informações, enviando mensagens para o resto do corpo através das células nervosas. Os hábitos são formados pela repetição constante das mesmas mensagens.

O cientistas que estudam o cérebro descobriram que qualquer pensamento ou ação repetida muitas vezes cria mudanças físicas nos caminhos nervosos. Isso facilita a repetição do mesmo pensamento ou ação da próxima vez.

Hábitos bem estabelecidos são quase que completamente automáticos, como amarrar o sapato, e dificilmente precisam de algum tipo de pensar. É como se esta repetição se encaixe profundamente no cérebro, da mesma forma que andar repetidamente pelo mesmo lugar num gramado irá formar um caminho visível.

Nossos pensamentos e sentimentos nos levam à escolhas pessoais e então a ações. Com o passar do tempo, estas ações repetidas se tornam hábitos que moldam nosso caráter. E, ao final, o caráter de uma pessoa determina seu destino.

Seremos, individualmente, para o tempo e a eternidade, o que nossos hábitos fizerem de nós. Ellen G. White, Testemunhos Seletos, vol. 1, p. 605.

Quão importante é perceber que cada pensamento, sentimento ou ação repetida está produzindo mudan- ças físicas e químicas nos caminhos nervosos de nosso corpo – mudanças que serão uma bênção ou uma maldição para nós, quando se tornarem firmemente estabelecidas como hábitos.

Qualquer hábito em sua vida que não está totalmente sob seu controle voluntário, exibe um elemento de vício. Hábitos ruins e vícios freqüentemente exercem um controle enorme sobre nós.

Mark Twain, o famoso escritor americano, disse algo muito interessante, ao descrever sua batalha contra o hábito do fumo: “Parar de fumar foi a coisa mais fácil que já fiz; eu deveria saber porque já fiz isso milhares de vezes”.


Fonte de Poder Precisamos mais do que simplesmente consciência intelectual; precisamos de uma fonte de poder.

Ao lidar com os maus hábitos e vícios, os que apresen- tam o sucesso mais duradouro são, normalmente, os que enfrentam estes problemas com uma forte pers- pectiva espiritual. Com Deus, não há hábito, prática, ou vício que seja muito difícil de vencer. Seja fumo, álcool, pobres hábitos alimentares, falta de exercício, ou qualquer outro hábito, não tem diferença. Você pode obter a vitória! Deus ainda tem o poder de transformar vidas. Ele declara:


Eis que Eu sou o Senhor, o Deus de todos os viventes; acaso haveria coisa demasiadamente maravilhosa para mim? Jeremias 32:27.

Mas, será que o Deus do universo realmente se inte- ressa por nossos hábitos pessoais de vida?

Sim! A Bíblia nos diz que nosso corpo é o templo de Deus, e que nossa saúde é importante para Ele. Nosso Criador tem um profundo interesse pela qualidade de vida de cada homem, mulher e criança. Disse Jesus:


Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10:10.

Você almeja experimentar uma vida mais abundante? Você deseja se libertar dos hábitos que escravizam você? Talvez você não sinta vontade de mudar. Independentemente da situação, Deus está pronto e desejoso de suprir tanto o desejo quanto a força necessária para efetuar esta mudança.

Como poderíamos esperar que Deus trabalhasse em nosso favor? Muitas pessoas que desejam vencer seus hábitos ruins, erroneamente pensam que ao orarem a Deus, suas tentações simples- mente irão embora. No entanto, na maioria dos casos, ao invés de remover completamente os desafios e tentações que enfrentamos, Deus nos fortalece e nos capacita para vencermos. A Bíblia nos assegura que:


Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar. 1 Coríntios 10:13.

Com a promessa de força do alto, nossa parte é coo- perar com Deus para alcançarmos nossos objetivos.

Eis o que devemos fazer: Tomar a decisão de mudar. Sem usarmos o poder da escolha, certamente falharemos.

Interromper bruscamente o hábito. Isso aumentará significativamente a probabilidade de você ser bem sucedido. Na maioria dos casos, deixar aos poucos o hábito é muito mais difícil. Se você desejasse que seu cachorro tivesse um rabo curto, você cortaria um pedaço pequeno a cada dia, até que o rabo estivesse do cumprimento desejado? De igual maneira, a razão pela qual muitas pessoas nunca se libertam de seus hábitos mais inveterados é por causa da crença errô- nea de que é necessário “moderação”.

A tolerância ocasional de qualquer hábito irá levar à derrota. Desta maneira o desejo se mantém vivo – e muitas vezes chegam a aumentar.

Tolerância ocasional freqüentemente leva a sentimentos de privação, e não muito tempo depois, a pessoa normalmente está de volta ao seu antigo estilo de vida. Seja temperante. A temperança, no verdadeiro sen- tido da palavra, pode ser definido como “abster-se inteiramente do que é prejudicial, e usar sabiamente o que é bom.” Muitas pessoas tentam fazer uso do auto-controle resultante de decisões, como as resoluções de Ano Novo, e a maioria têm exatamente os mesmos resultados – sucesso temporário, mas que no final significa derrota e desencorajamento cada vez maior. Há um jeito melhor de lidar com isso. A Temperança está fundamentada no poder e na vontade de Deus.


Você gostaria de se “ligar” a esta fonte de poder?

Passo número 1 Pedir. A Bíblia promete:


Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem? Mateus 7:11.

Passo número 2 Devemos crer que já recebemos a resposta. Jesus nos assegura:


Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco. Marcos 11:24.

Deus não nos pede para confiarmos em nossos sentimentos, mas para termos fé em Suas promessas, crendo que já recebemos o que pedimos.

Passo número 3 Não crie alternativas para o caso de falhar. As Escrituras nos aconselham:


Peçam que o Senhor Jesus Cristo os ajude a viver como devem e não façam planos para deleitar-se no mal. Romanos 13:14, Bíblia Viva.

Para a maioria das pessoas que lutam para vencer um hábito ou vício, saber que o objeto de seu desejo está a poucos metros de distância, diminuirá drasticamente sua capacidade de resistir à tentação.

Para uma vitória duradoura, precisamos pedir a ajuda de Deus, crendo que a recebemos, e termos determinação para sermos bem sucedidos, não fazendo planos para quando voltarmos aos comportamentos negativos do passado.

Os benefícios e a alegria do novo e melhor estilo de vida são muito superiores ao prazer temporário da tolerância a um hábito prejudicial.

Fazendo uma escolha consciente e um esforço consistente para mudar sua vida para melhor, você poderá chegar a níveis onde será mais fácil andar pelos novos caminhos do que voltar aos antigos.

Lembre-se, velhos hábitos não se formaram em apenas um dia, e eles não morrem facilmente. Persevere até que o novo estilo de vida se torne automático, e você tenha uma nova natureza. Através do poder de Deus podemos dizer com plena certeza:




Tudo posso nAquele que me fortalece. Filipenses 4:13




A diferença é a oração

“A oração é a resposta para cada problema da vida. Ela nos põe em sintonia com a sabedoria divina, a qual sabe como ajustar cada coisa perfeitamente. Às vezes, deixamos de orar em certas circunstâncias porque, a nosso ver, a situação é sem esperança. Mas nada é impossível com Deus. Nada é tão emaranhado que não possa ser remediado, nenhuma relação humana é tão tensa que Deus não possa trazê-la à reconciliação e à compreensão; nenhum hábito é tão profundamente enraizado que não possa ser vencido; ninguém é tão fraco que Ele não possa tornar forte. Ninguém é tão doente que Ele não possa curar. Nenhuma mente é tão obscura que Ele não possa tornar brilhante. Se alguma coisa nos causa preocupação ou ansiedade, paremos de propagá-la e confiemos em Deus por restauração, amor e poder.” Review and Herald, 7 de outubro de 1865.



Fonte: 2 Seminário de Enriquecimento Espiritual, DSA 2017.

1 comment

Recent Posts

See All