• Pr. Manolo Damasio

11 - Alimentação natural – quebrando mitos

“Guardai-os, pois, e cumpri-os, porque isto será a vossa sabedoria e o vosso entendimento perante os olhos dos povos que, ouvindo todos estes estatutos, dirão: Certamente este grande povo é gente sábia e entendida.” Deuteronômio 4:6.

Quando falamos em hábitos saudáveis todos pensam em dificuldades, em alimentação deficiente, riscos nutricionais. Na verdade, existem vários mitos e preconceitos em relação à alimentação vegetariana: a alimentação não é saborosa, é mais cara, é incompleta, há pouca variedade de alimentos, não podemos viver sem carne ou leite, enfim, que essa é uma alimentação “de risco”. Todos esses são conceitos equivocados e são também comprovadamente falsos.

O que diz a sabedoria divina? Onde está o nosso entendimento? Estamos sendo reconhecidos como gente sábia e entendida?

Vamos começar pelo preconceito de que “não podemos viver sem leite”. Para início de conversa, cada espécie tem a fase para alimentar-se de leite, passando depois a outros tipos de alimentos à medida que os seres se desenvolvem. Só o ser humano insiste em continuar usando leite, e de outra espécie, após a fase de amamentação. Isto ocorre por hábito e não por necessidade, pois os diversos alimentos que ingerimos contêm proteína e cálcio de forma suficiente a atender nossas necessidades.

O medo da falta desses nutrientes é totalmente infundado para aqueles cuja alimentação é constituída de vegetais, principalmente cereais integrais e hortaliças verdes. Além disso, a digestão do leite exige a presença de bactérias existentes no trato gastrintestinal de bebês e crianças, cuja quantidade vai sendo reduzida à medida que crescem, tornando inviável o completo aproveitamento do leite. Sendo assim, caso haja uso de laticínios, é aconselhável que seja na forma de iogurte para o melhor metabolismo e absorção pelo organismo.

Quanto à idéia de não podermos viver sem carne, seria desacreditar da orientação divina sobre o alimento ideal ser o de origem vegetal.


“E disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de toda a Terra, e todas as árvores em que há fruto que dá semente; isso vos será para mantimento.” Gênesis 1:29.

Em nossos dias, há um grande movimento em favor do vegetarianismo, em revistas, pela televisão e sites da Internet. Além disso, temos a própria história da humanidade, individual e coletivamente, apontando para os benefícios dessa alimentação.

Quem se alimenta de modo onívoro, geralmente consome carnes e cereais refinados. Pão pela manhã, feijão, arroz e carne no almoço e jantar semelhante a uma das duas refeições, acrescentando sopa. Usam refrigerantes e lanches rápidos e, quando tomam sucos, são industrializados e engarrafados. Pensam que comem frutas e vegetais, mas estão longe do ideal preconizado pela Organização Mundial de Saúde que recomenda nove porções de vegetais por dia, entre frutas e hortaliças.

Os vegetarianos usam abundante quantidade de frutas, hortaliças, folhosas ou não, cereais integrais, raízes, sementes, o que lhes oferece uma variedade maior. Nesse caso, a oferta de nutrientes, como vitaminas, sais minerais e proteína são de superior quali- dade. Os alimentos de origem vegetal oferecem tudo que o ser humano precisa para ter uma alimentação saudável, completa e equilibrada.

Você fica incomodado quando esse assunto é abordado? Como pode perceber, o regime vegetariano é um dos hábitos que deveria ser adotado por todo aquele que quer ter melhores condições de saúde. Tendo boa saúde, você poderá fazer mais pela causa do Evangelho e terá mais clareza de pensamento. Você é vegetariano? Se não, por quê? Fale para o Espírito Santo a respeito de suas dificuldades para adotar essa recomendação.

Caso prefira uma margem de segurança maior, adote a alimentação ovo-lacto-vegetariana, lembrando de usar ovos sem hormônios e não cometer excessos nos dois primeiros itens: ovos, no máximo, duas vezes por semana; e laticínios, só desnatados. Nos casos de intolerância ou alergia, prefira o leite de soja, desenvolvido inicialmente por um médico adventista na China, na década de 70. O Dr. Harry Miller foi cirurgião e missionário, e até os 90 anos trabalhou como consultor para a Organização Mundial de Saúde.

O sabor da alimentação natural é bem diferente do sabor dos alimentos cárneos e vai levar um tempo para você se acostumar com o sabor suave das frutas e hortaliças. Aproveite para fazer um jejum de sucos e use bastante água nos intervalos, limpando suas papilas gustativas e familiarizando-as com os novos sabores.

Faltam 29 dias para o fim da jornada. Gostaria de fazer um teste, adotando a dieta vegetariana nesse período? Quem sabe, você passa a apreciá-la e poderá ser um vegetariano em definitivo. Fale agora com Espírito Santo sobre isso. Ele vai ajudá-lo a tomar a decisão correta.

Prepare alimentos de forma simples e abuse dos temperos, como alho, cebola, tempero verde em geral e cominho, se não houver intolerância.

Quanto ao custo dessa alimentação, se você a considera realmente mais cara, eu ousaria fazer a pergunta de Eunice Leme: “Então Deus errou desde o princípio?” A sabedoria deve ser usada ao preparar a refeição, considerando a região do país que o produz e a época do ano.


Na Região Nordeste do Brasil, a comida deve ser baseada em produtos locais, como o milho e a castanha de caju. Se for no Sul, o pinhão é mais comum, e no Norte, use a castanha-do-pará, ou castanha-do-brasil, como é conhecida no exterior.


A mandioca pode ser encontrada em toda a América do Sul, apenas com denominações locais, como macaxeira (PE) e aipim (BA), mandioca e guacamote nos países hispânicos. Assim também é o caso do milho ou maíz. A dupla “feijão com arroz” é fantástica, sustentou-nos por tantos anos e agora vem sendo abandonada pela população brasileira com prejuízos à saúde. Mantenha-se fiel!

Evite alimentos com excesso de agrotóxicos, como batata inglesa e morango. Substitua-os nas receitas por produtos similares e utilize os temperos aos quais você está acostumado. Quando comprar vegetais, prefira os menores, sem rachaduras e com coloração uniforme, principalmente no caso do tomate, cenoura, beterraba e rabanete. Ao fazer seus cálculos, lembre-se de considerar seus gastos com medicamentos, faltas ao trabalho e à escola, com as dores de cabeça e outros incômodos diários que roubam o prazer de viver.

Por fim, o segredo para tornar a alimentação saborosa, além de usar os temperos frescos e do jejum sugerido para redescobrir o real sabor desses alimentos, é viver com sabedoria e colocar seu coração nesse projeto de vida. Também fazer essa alimentação com amor, com o mesmo amor que o Criador sentiu ao criá-la para você, para sua saúde, seu prazer e seu bem-estar.

“Feliz é o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento; porque é melhor o lucro que ela dá do que o da prata, e melhora sua renda do que o ouro mais fino.” Provérbios 3:13 e 14.

Lembre-se: “Deus pode até aceitar a minha ignorância, mas Ele não aceita a minha falta de sinceridade”. Para não cair na tentação de querer enganar a Deus, a receita infalível é:

“‘Queres ficar são’? João 5:6 manda-vos levantar em saúde e paz. Não espereis sentir que estais são. Crede na palavra do Salvador. Ponde vossa vontade ao lado de Cristo. Determinai servi-Lo, e, agindo em obediência à Sua palavra, recebereis forças. Seja qual for a má pratica, a paixão dominante que, devido a longa condescendência, prende tanto a alma como o corpo, Cristo é capaz de libertar, e anseia fazê-lo. Ele comunicará vida aos seres ‘mortos em ofensas’. Efésios 2:1. Porá em liberdade o cativo, preso por fraqueza e infortúnio e pelas cadeias do pecado.” – CBV, pág. 85.

Ao final desta Jornada vamos comemorar as vitórias, louvar a Deus e testemunhar o que Ele fez em nossa vida. Não esqueça:

• Caminhar diariamente. • Tomar de 6 a 8 copos de água por dia. • Dormir de 6 a 8 horas por noite. • Colocar em prática o que aprender cada dia.


Você está se sentindo fraco e debilitado? Vá agora à Fonte Ilimitada do Poder.



A diferença é a oração

“A oração é a resposta para cada problema da vida. Ela nos põe em sintonia com a sabedoria divina, a qual sabe como ajustar cada coisa perfeitamente. Às vezes, deixamos de orar em certas circunstâncias porque, a nosso ver, a situação é sem esperança. Mas nada é impossível com Deus. Nada é tão emaranhado que não possa ser remediado, nenhuma relação humana é tão tensa que Deus não possa trazê-la à reconciliação e à compreensão; nenhum hábito é tão profundamente enraizado que não possa ser vencido; ninguém é tão fraco que Ele não possa tornar forte. Ninguém é tão doente que Ele não possa curar. Nenhuma mente é tão obscura que Ele não possa tornar brilhante. Se alguma coisa nos causa preocupação ou ansiedade, paremos de propagá-la e confiemos em Deus por restauração, amor e poder.” Review and Herald, 7 de outubro de 1865.



Fonte: 2 Seminário de Enriquecimento Espiritual, DSA 2017.

0 comments

Recent Posts

See All
SOBRE NÓS

Somos uma comunidade cristã fundamentada na Palavra de Deus, que busca a unidade no Espírito para servir melhor o semelhante, até a volta de Jesus.

PROGRAMAÇÕES

SÁBADO

  9:30 am | Escola Sabatina

10:45 am | Culto de Adoração

  5:30 pm | Culto Jovem (2º e 4º sábado)

DOMINGO (North Dallas)

  6:00 pm | Séries especiais

QUARTA-FEIRA (temporariamente suspenso)

  7:30 pm | Reunião de oração

SE INSCREVA PARA
RECEBER NOTÍCIAS
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Apple Music Icon
  • Grey Google Play Icon

© 2020 Dallas Brazilian Seventh-Day Adventist Church. All Rights Reserved.